O que é o peeling ultrassônico?

O peeling ultrassônico é um tratamento estético não invasivo que utiliza ondas sonoras de alta frequência para esfoliar e rejuvenescer a pele. Essas ondas sonoras são emitidas por um aparelho chamado peeling ultrassônico, que possui uma ponteira que vibra rapidamente na superfície da pele, removendo as células mortas, impurezas e resíduos acumulados.

Como funciona o peeling ultrassônico?

O peeling ultrassônico funciona através da técnica de cavitação, que é a formação de pequenas bolhas de ar na pele. Essas bolhas se formam devido às ondas sonoras de alta frequência emitidas pelo aparelho, que criam uma pressão negativa na pele. Quando as bolhas colapsam, ocorre uma microexplosão que remove as células mortas e impurezas da pele.

Quais são os benefícios do peeling ultrassônico?

O peeling ultrassônico oferece diversos benefícios para a pele, tais como:

– Remoção de células mortas: o peeling ultrassônico esfolia suavemente a pele, removendo as células mortas e promovendo a renovação celular.

– Limpeza profunda: as ondas sonoras de alta frequência penetram nos poros, removendo impurezas e resíduos acumulados, deixando a pele mais limpa e saudável.

– Estimulação da circulação sanguínea: o peeling ultrassônico melhora a circulação sanguínea na pele, o que ajuda a nutrir as células e promover uma aparência mais radiante.

– Estimulação da produção de colágeno: as ondas sonoras estimulam a produção de colágeno na pele, o que ajuda a melhorar a firmeza e elasticidade, reduzindo rugas e linhas de expressão.

– Clareamento de manchas: o peeling ultrassônico pode ajudar a clarear manchas escuras na pele, como melasma e hiperpigmentação.

– Melhora da absorção de produtos: ao remover as células mortas e impurezas da pele, o peeling ultrassônico melhora a absorção de produtos de cuidados com a pele, potencializando seus efeitos.

Quais são as indicações do peeling ultrassônico?

O peeling ultrassônico é indicado para diversos problemas de pele, tais como:

– Pele oleosa: o peeling ultrassônico ajuda a controlar a produção de sebo, reduzindo a oleosidade da pele.

– Acne: o peeling ultrassônico pode ajudar a tratar a acne, removendo as impurezas e bactérias presentes nos poros.

– Rugas e linhas de expressão: o peeling ultrassônico estimula a produção de colágeno, o que ajuda a reduzir rugas e linhas de expressão.

– Manchas na pele: o peeling ultrassônico pode clarear manchas escuras na pele, como melasma e hiperpigmentação.

– Poros dilatados: as ondas sonoras de alta frequência do peeling ultrassônico ajudam a limpar e contrair os poros, reduzindo sua aparência dilatada.

Como é feito o procedimento de peeling ultrassônico?

O procedimento de peeling ultrassônico é realizado por um profissional especializado em estética. Antes do procedimento, a pele é limpa e preparada para receber o tratamento. Em seguida, o aparelho de peeling ultrassônico é aplicado na pele, deslizando suavemente sobre a área a ser tratada. Durante o procedimento, pode-se sentir uma leve vibração e calor na pele.

Quantas sessões são necessárias?

O número de sessões necessárias de peeling ultrassônico pode variar de acordo com o objetivo do tratamento e as características da pele de cada pessoa. Geralmente, são recomendadas de 4 a 6 sessões, com intervalos de 15 a 30 dias entre cada uma.

Quais são os cuidados pós-procedimento?

Após o procedimento de peeling ultrassônico, é importante seguir alguns cuidados para garantir uma boa recuperação da pele, tais como:

– Evitar exposição solar: é recomendado evitar a exposição solar direta e usar protetor solar diariamente.

– Hidratar a pele: é importante manter a pele hidratada, utilizando produtos adequados para o seu tipo de pele.

– Evitar produtos irritantes: é recomendado evitar o uso de produtos irritantes ou abrasivos na pele, como esfoliantes químicos ou ácidos.

– Seguir as orientações do profissional: é importante seguir as orientações do profissional que realizou o procedimento, como o uso de produtos específicos e a frequência das sessões de manutenção.

Quais são os possíveis efeitos colaterais?

O peeling ultrassônico é considerado um tratamento seguro, porém, podem ocorrer alguns efeitos colaterais, tais como:

– Vermelhidão: é comum ocorrer uma leve vermelhidão na pele após o procedimento, que geralmente desaparece em algumas horas.

– Sensibilidade: a pele pode ficar mais sensível nos primeiros dias após o procedimento, sendo recomendado evitar o uso de produtos irritantes.

– Descamação: em alguns casos, pode ocorrer uma leve descamação da pele nos dias seguintes ao procedimento, o que é considerado normal.

Contraindicações do peeling ultrassônico

O peeling ultrassônico é contraindicado para algumas pessoas, tais como:

– Gestantes: mulheres grávidas devem evitar o peeling ultrassônico, devido à falta de estudos sobre a segurança do procedimento durante a gestação.

– Pessoas com infecções ativas na pele: o peeling ultrassônico não deve ser realizado em pessoas com infecções ativas na pele, como herpes ou impetigo.

– Pessoas com feridas abertas: o peeling ultrassônico não deve ser realizado em áreas com feridas abertas ou lesões na pele.

– Pessoas com histórico de queloides: o peeling ultrassônico pode estimular a formação de queloides em pessoas com predisposição a esse tipo de cicatrização.

Conclusão

O peeling ultrassônico é um tratamento estético eficaz e seguro, que oferece diversos benefícios para a pele. Por meio das ondas sonoras de alta frequência, é possível esfoliar a pele, remover impurezas, estimular a produção de colágeno e clarear manchas. No entanto, é importante realizar o procedimento com um profissional qualificado e seguir os cuidados pós-procedimento para garantir uma boa recuperação da pele.