O quanto o nosso estado emocional pode afetar o nosso corpo físico

Olá, o tema de hoje é: sobre o quanto o nosso estado emocional pode afetar o nosso corpo físico.

E, para isso, eu trouxe uma convidada especial, que é a Terapeuta holística Thais Rosa holística.

Taís seja bem-vinda aqui ao nosso programa. Esse é um tema que eu sou apaixonado, porque eu acho tem total relação. Acho que, quando a gente chega com um emocional abalado, você afeta totalmente o seu corpo físico. E eu queria que você se apresentasse e falasse um pouquinho sobre esse tema tão interessante, que eu adoro.

  • É um prazer estar aqui, muita felicidade poder falar sobre esse tema, também é um tema que eu amo e que faz todo o sentido quando a gente né se encontra dentro de um procedimento estético, se encontra dentro de algo que a gente vai fazer para gente no nosso físico, e que o estado emocional influencia completamente.
  • E por que que o Estado emocional influencia tanto? Em tudo gente, tanto o nosso físico, como nas atrações na nossa vida também. Porque tudo é uma vibração, a gente emana uma energia. E nessa energia, há emoção, o magnetismo maior de vibração de conexão. Então, a gente precisa observar o que a gente tem no inconsciente. A gente precisa fazer esse autoconhecimento e também buscar profissionais preparados para isso, para se encontrar. Esse paciente deve estar pronto para receber também seria isso mais ou menos porque tudo vem nessa energia de vibração de frequência então ele observar o que que ele tá ali inconscientemente, inconsciente eu falo assim né, desafiante, a gente fala assim, vai saber o que que é da infância. Na verdade Thaís, eu acredito que o paciente chega num estado depressivo, ele busca tratamento
    estético e, às vezes não tá preparado para receber esse procedimento, ele precisa primeiro cuidar da mente dele.
  • E assim, esse trabalho meu, da energia, a gente tem que trabalhar num lugar além da mente, porque a gente tem padrões nesses inconscie, que tá trazendo, que pode estar impedindo, limitando um bom resultado no seu físico, nas suas atrações. Então, a gente precisa observar qual a energia que a gente está naquele determinado momento, que a gente vai, é de extrema importância, porque essa emoção que você sente ali, indo para algo, ela vai espelhar aquilo que você vai receber.
  • Então, quando você vai fazer um procedimento, ok, você pode ter terminado um relacionamento, tô assim, “pouco na foto” e tal, aí eu quero fazer um procedimento estético para elevar a minha autoestima, ok, você pode estar tomando uma atitude assim. Mas espera aí, no dia que eu for, eu vou ligar uma música, eu vou trazer uma energia boa, falando assim: “nossa, eu sou linda, Independente de relacionamento, independente de estar com uma pessoa, eu sou eu, eu me amo, trabalhar a sua energia mais elevada para fazer determinada situação. Porque, a partir do momento que você tem pensamentos e expressões negativas, você já vai ao consultório com uma energia que vivra no sentido inverso ao da autoestima.

Eu tenho 19 anos de formado e 11 anos de experiência na estética e observo isso. Os procedimentos que tem mais sucesso, principalmente os cirúrgicos, são aqueles pacientes que chegam ao meu consultório com uma boa vibração. E o paciente que tá “para baixo” ele incha mais, tem mais edema e tem mais complicação. Então, tem muita relação entre a mente e o seu estado físico né, pela tal relação.

  • Então, por isso que é tão necessário, quando for trabalhar o corpo físico, procurar trabalhar essa energia, buscar se compreender melhor, isso através de um profissional, uma pessoa adequada, para te ajudar nesse processo.

Eu sou Dr. Fabio Barroscirurgião dentista, e atuo há 11 anos no mercado da harmonização orofacial. Qualquer dúvida, pode me fazer perguntas nas minhas Redes Sociais. Conhece o meu perfil do instagram? https://www.instagram.com/fabioricardobarros. Lá você conhecerá todo o belíssimo trabalho de Harmonização Facial Rio de Janeiro. Um grande abraço!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário